segunda-feira, 5 de maio de 2014

Primeiro trimestre de 2014 é cheio de ameças


Especialistas da Kaspersky Lab divulgaram dados sobre o primeiro trimestre do ano. Entre os destaques está o reaparecimento das ameaças de espionagem e o número de trojans bancários móveis, que dobrou durante o período.
Confira os números
- 33,2% dos computadores de usuários em todo o mundo enfrentaram pelo menos um ataque pela Web durante os três últimos meses – com uma redução de 5,9% em relação ao mesmo período do ano passado.
- 39% dos ataques da Web neutralizados foram realizados com recursos maliciosos da Web localizados nos EUA e na Rússia; o número combinado desses dois países foi 5% superior ao do 1º trimestre de 2013. Eles foram seguidos pelos Países Baixos (10,8%), Alemanha (10,5%) e Reino Unido (6,3%).
- A proporção de ameaças voltadas para o Android ultrapassou 99% de todos os códigos maliciosos para dispositivos móveis. O malware para dispositivos móveis aumentou 1% ao longo do trimestre.
- No final de 2013, a coleção de malware móvel da Kaspersky Lab mantinha-se em 189.626, mas apenas no 1º trimestre de 2014, foram adicionados 110.324 novos programas maliciosos. Ao final do trimestre, havia 299.950 amostras na coleção.
- No período de Janeiro a Março de 2014 os produtos da Kaspersky Lab detectaram 13,805,519 incidentes de malware local nos computadores dos participantes da KSN no Brasil. 37.1% dos usuários no país foram atacados por ameaças locais durante esse período. Isso coloca o Brasil no 76° lugar mundialmente.
- No período de Janeiro a Março de 2014, a Kaspersky detectou 4,707,573 incidentes de malware nos computadores dos participantes da KSN no Brasil. 24.8% dos usuários foram atacados por ameaças web durante este período. Isso coloca o Brasil no 48° lugar mundialmente quando se trata de perigos associados com navegação da internet.
- O compartilhamento de incidentes maliciosos causados por malware brasileiros foi 0.23% - que corresponde a 832.063 incidentes no período Janeiro a Março de 2014. Isso coloca o Brasil no 26° lugar mundialmente.
- O compartilhamento de spam enviado por computadores e servidores com base no Brasil foi de 0.68% em Janeiro-Março de 2014. Isso coloca o Brasil em 22° lugar mundialmente.
Informações: securelist.com

Pesquisar neste blog